domingo, 30 de março de 2014

Lima: Centro Histórico surpreendente


Plaza Mayor
Confesso que o centro de Lima me surpreendeu, e muito. Prédios históricos conservadíssimos e lindos, jardins bem cuidados, canteiros floridos, ruas limpas. Tudo muito arrumado. Um táxi de Miraflores até o centro histórico de Lima custou 15 soles ou R$ 12,00 (10 km)
Começamos nosso passeio pela Plaza Mayor. De manhã é o ideal pois tem menos gente circulando. A plaza é maravilhosa e ficamos encantados com sua magnitude e seus prédios.

Plaza Mayor de Lima
Prédios colonias na cor amarela
Coqueiros centenários
Edificações colonias espanholas incríveis


                         
fonte e entradas entalhadas 
corredores com piso em mármore e lustres originais
A Catedral e Casa del Arcebispado de Lima
Na Plaza Mayor também está a catedral de Lima, concluída em 1758, depois de muitos terremotos que assolaram o país. Francisco Pizarro, o conquistador espanhol e fundador de Lima, trouxe a primeira tora para a construção da catedral  em 1535, trazida da Espanha. Ao lado da catedral fica a Casa do Arcebispo de Lima que possui belíssimo balcões coloniais em madeira.

Casa do Arcebispo e catedral de Lima
catedral de Lima na Plaza Mayor
Balcões originais de madeira entalhada  

Beleza arquitetônica com sacadas em estilo mourisco
                     
                   beleza barroca

                     
 entalhes na fachada da catedral
                     
A catedral vista de frente
Plaza Mayor com a catedral ao fundo
 O Palácio Pizarro ou o Palácio de Governo é a sede do poder executivo do Peru. Iniciou sua reconstrução em 1920 após um incêndio.
Palácio Pizarro
sede do poder executivo do Peru
 Basílica e Convento São Francisco de Assis de Lima
Depois fomos para a Basílica e Convento São Francisco de Assis de Lima, conhecido como Museu e Catacumbas de Lima. Localizado no Jirón y Ancach, quarteirão 3, no centro Histórico de Lima, é um lindo complexo colonial composto de capelas, convento, claustros, biblioteca, jardins, catacumbas e a igreja central. A igreja original foi iniciada em 1557 mas foi destruída por um terremoto em 1656. Foi reconstruída em 1672 no estilo em estilo barroco, com azulejos sevilhanos do ano de 1620 decorando os claustros e pátio do convento. Os claustros contam ainda com uma imenso mural sobre a vida de São Francisco de Assis. Na sala de jantar do convento encontra-se uma versão de a  "Última Ceia" com Jesus e os apóstolos ceando a comida típica dos andes peruanos: o cuy ou porquinha da índia e bebendo chicha (cerveja feita milho) em Keros que são taças incas. Está pintura é de um  artista peruano chamado Marcos Zapata, feita no século 18.
reprodução no Museu de la Gastronomia de Lima
Sua biblioteca, do século 17, possui um acervo de 20 mil livros e pergaminhos originais datados dos séculos 15 ao 18. Seu mais célebre livro é o primeiro dicionário publicado pela Real Academia Espanhola.

O complexo conta ainda com um museu com uma série de pinturas sobre a Paixão de Cristo do pintor flamengo Peter Paulo Rubens que as enviou da Antuérpia. Outra série com os retratos dos apóstolos é do pintor espanhol Francisco Zurbarán.

Mas o mais interessante do complexo religiosos são suas preservadíssimas catacumbas. Estima-se que cerca de 70 mil pessoas tenham sido enterradas nesta cripta. A grande maioria era de família limenhas que pagavam para serem enterradas ali. Você passa por muitas catacumbas com ossários expostos, que são interligados por uma rede subterrânea de túneis. Para os claustrofóbicos não é o lugar ideal

O museu fica aberto todos os dias, das 09h30 às 17h30, os ingressos custam 7 soles e estudante 3,50. As visitas são guiadas e faladas em espanhol, inglês e francês. Não permitem fotografias dentro do complexo.  A visita dura cerca de 1h30.

Vale muito a pena visitar esse belíssimo complexo religioso e admirar todos os detalhes deste lugar. O Museu e Catacumbas São Francisco é uma das melhores atrações de Lima. Não deixe de incluí-lo em seu roteiro.


Museo Bodega y Quadra
O Museu Bodega y Quadra está localizado bem próximo a Igreja São Francisco. Localizado na Jírón Ancash, 213. Na verdade é mais um sítio arqueológico encontrado no centro de Lima, que ainda passa por escavações. É o único localizado no centro histórico de Lima. A entrada é gratuita e fica aberto de terça a domingo, das 9 às 17 hs.
escavações arqueológicas
o único sítio arqueológico no centro histórico
um pequeno tesouro achado no centro de Lima
salas do museu com artefatos achados nas escavações
vasos de cerâmica
Casa da Literatura Peruana
Ao lado do Museu Bodeg Y Quadra está a Casa de Literatura Peruana. Um belo casarão localizado na Jírón Ancash, 207, antiga estação homeless. O local possui biblioteca, oficinas e apresentações e eventos. Para quem está de passagem não tem muito interesse, além de conhecer o prédio e ver algumas fotografias do prêmio Nobel de Literatura Mário Vargas Lllosa. Aberto de quarta a domingo, das 10 ás 17 horas. entrada gratuíta.

Casa de la Literatura Peruana
homenagem ao maior escritor peruano
Julio Córtazar e Vargas Llosa
Jorge Amado com o escritor peruano
Convento Santo Domingo de Lima
Localizado na esquina da Calle Conde de Superunda com a Jiron Camaná, o Convento e Igreja de Santo Domingo de Lima teve sua construção iniciada em 1540 pelo frei dominicano Vicente de Valverde. Valverde acompanhou Francisco Pizarro na conquista do Peru e foi enviado pelo conquistador a Cajamarca, para se encontrar com o imperador inca Atahualpa para convertê-lo ao cristianismo ou declarar guerra. O frei dominicano falhou na sua missão.

Iglesia Santo Domingos de Lima
Além da igreja ficam os bem preservados claustros do convento. Aqui foi fundada em 1551, a Univesidad Nacional Mayor de San Marcos, a primeira universidade da América do Sul.
Ingresso: 7 soles adultos e 3,50 estudantes.
Aberto de segunda a domingo, de 9h30 à 17h30


 

Museu Casa de la Gastronomia
O Casa de la Gastronomia de Lima fica na Calle Conde de Superunda, 170 - do outro lado da Plaza Mayor. O ingresso custa 3 soles e estudantes 2 soles. fica aberto de quarta a domingo, de 9 às 17 hs.
Localizado em uma linda casa o museu possui um apanhado da história da gastronomia peruana que hoje é considerada a mais rica da América Latina.
Casa de la Gastronomia Peruana
           
espaço interno do museu

entrada do museu


produção agrícola
evolução dos alimento no Peru

 

Arredores da Plaza Maior - Pasaje Santa Rosa
Bons restaurantes se localizam aqui, inclusive uma unidade do Tanta. Local bem agradável para passear.

 

Iglesia La Merced e Jíron de la Unión
Depois de conhecer os arredores da Plaza Mayor é hora de se dirigir a outra belíssima plaza do Centro Histórico, a San Martí. Para chegar lá siga sentido leste pela linda calle Jirón de la Unión, um calçadão com bonitos prédios coloniais e a linda Iglesia de La Merced, onde foi rezada a primeira missa em latim em Lima.

          
                                                                      Jíron de la Unión
Iglesia de La Merced
 Plaza San Marti
Nada melhor que terminar seu passeio na bacana Plaza San Martí. Se os prédios da Plaza Mayor são todos amarelos, na San Marti são todos brancos. A segunda plaza mais importante de Lima foi inaugurada em 1921, em comemoração ao centenário da Independência do Peru.

 

prédios coloniais
jardins muito floridos



                                              
                       
                                                                                                                    estátua de San Marti
Sugestão de passeio a pé:




Instagram

Nenhum comentário:

Postar um comentário