terça-feira, 22 de abril de 2014

Valle Sagrado: Salinas de Maras e Moray




Salinas de Maras


As Salinas de Maras são do período pré-colombiano. São três mil poços onde são canalizados água salgada e colocadas para evaporar sob o sol. Centenas de trabalhadores ainda trabalham nas salinas usando técnicas antigas. A entrada para as salinas custam 7 soles ou R$ 5,50. O valor do ingresso vai para a comunidade se manter.








Moray

Moray ainda é um mistério para os cientistas. Para alguns seria uma espécie de anfiteatro grego. Pra outros um laboratório agrícola utilizado para testar melhores condições de cultivo de algumas espécies pelos incas.






Leia mais sobre o Valle Sagrado no Sunday Cooks.


Instagram

2 comentários:

  1. Olá Vanderléa,
    Parabéns pelo blog, está maravilhoso. Lindas fotos e objetividade. Por favor, veja se será possível eu fazer a ruína de Saqsayhuaman, Pisac, Maras-Moray, Ollantaytambo e pegar o trem às 15:37 como vcs fizeram. Será que precisamos cortar algum desses sítios? só temos 3 dias. No primeiro chegaremos em Cusco às 10:00 e pretendemos fazer um tour caminhando pelo centro, pois percebi que o tour das agências é cansativo, e corrido e estaremos cansadas da viagem. Vc tem o contato do taxista que fez o passeio no Vale?
    Te agradeço pela atenção
    Josefa Povh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela atenção Josefa, fico feliz com seus comentários. Quanto as suas dúvidas creio que são pertinentes pois será muito difícil você fazer todos esses sítios arqueologicos em um só dia e ainda pegar o trem das 15h37.

      Algumas sugestões para você avaliar, caso não queira perder nenhum desses sítios. Como você chegará às 10hs, sempre é bom uma horinha de descanso no hotel com chá de coca para se aclimantar pois o soroche pega forte quem é mais agitado. após um passeio pela cidade, que se resume na Plaza de Armas, San Blas e algumas pertinho peque um táxi neste dia por volta da 16h30 e vá até Saqsayhuman. É pertinho de Cusco mas para ir a pé você vai se desgataar muito. Este sítio possui uma bela vista para a Cusco e é sempre lindo ver o anoitecer. Leva em torno de uma hora para percorrer o parque.

      Na manhã seguinte você levará uns 40m para chegar de táxi até Pisac. Se você não for percorrer todo o sítio em meia hora vê-se o principal e mais meia hora na vila que é bem interessante com sua feira artesanal.

      De lá você vai em direção a Urubamba e ega um desvio para maras e Moray que ficam cerca de 30 min. de Urubamba. como os dois sítios são próximos em uma hora você verá os dois. Aqui é que o taxista faz a dirença. Ele tem que conhecer uma estradinha de terra que desce as montanhas andinas para cortar caminho até Ollanta. Caso contrário você tera que voltar até Urubamba e retomar a rodovia até Ollanta. Esse caminho encurtará o tempo em uma hora aproximadamente.

      Chegando em Ollanta o motorista vai deixá-la em frente ao sítio. Como o sítio é um conjunto de escadas e mais escadas, só vale a pena se você estiver disposta a ir até lá em cima pois a vista é impressionante. Fique de olho poi os trens são pontuais. Pegue um tuc tuc para ir até a estação de trem, eles custam 2 nuevos soles ou R$ 1,50.

      Esse horário do trem é o ideal pois você não perderá a libda vista entre o vale e do rio Urubamba até chegar em Águas Calientes, considerada uma das 10 mais bonitas viagens de trem do mundo.

      Ficará tudo muito corrido. Avalie também a idéia de na volta de Machu Picchu descer em Ollanta e aí sim ir ao sítio arqueológico com um pouco menos de pressa para ver a linda vista do vale do alto do sítio. Você pode tomar um ônibus da Cruz del Sur que levará você de volta a Cusco em 1h15m. Entre o site deles e veja se os horários de saída dos ônibus batem com a chegada do trem, o tempo de visita no sítio de Ollanta e o deslocamento até o terminal rodoviário deles n centro de Cusco.

      Outra dica valiosa é: livre-se da sua bagagem para ir aos sítios, ou melhor, deixe-a no hotel em Cusco. A maioria dos hotéis e hostels ficam com o bagagem guardada para o hóspede ir até Machu Picchu. Deixei a minha e deu tudo certo. Um táxi do terminal da Cruz del Sur no centro até a região da Plaza das Armas para retirar a bagagem e te levar até o aeroporto custou-me 30 nuevos soles, algo como R$ 23,00 e te poupará muita dor nas costas e nas pernas.

      Quanto ao taxista eu perdi o contato dele durante a viagem. Mas todos recepcionistas d ehotel tem seus contatos. custa em torno de 90 dólares, se te cobrarem mais de 100 pechinche. Eles esperam por isso. Também não espera um carrão novinho em folha. Lembra daquela estradinha que te poupará uma hora até Ollanta, pois é, só carros mais velhos topam fazer este trajeto e é os que estão mais habituados. O taxista também acaba te servindo como um guia. O e-mail do hotel que fiquei da Casa Andina é cac-cuscoplaza@casa-andina.com. Eles forsm muito atenciosos, quem sabe te indicam um motorista.

      Espero ter ajudado, que sua viagem seja maravilhosa e curta muito. O Valle Sagrado é mágico e com certeza você vai querer voltar para fazer com mais calma. Qualquer outra dica estou a tua disposiçao. Abraços e boa viagem

      Excluir