domingo, 8 de junho de 2014

Santa Catalina: os claustros onde viviam as freiras

Uma parte interessante do convento são os claustros onde as freiras viviam reclusas. Alguns eram verdadeiros apartamentos com direito a tudo de melhor que havia na época e as famílias proviam. Muitos dos claustros possuíam o nome de sua ocupante gravado na entrada.




Os catres mais simples das freiras da ordem de Santa Catalina de Siena eram das mulheres que entraram primeiro na ordem, a maioria pobres mulheres crèoles, filhas de curacas (chefes indígenas). Somente mais tarde que filhas de famílias espanholas abastadas fizeram seus votos. As noviças ricas traziam ao monastério toda a opulência de sua família, além de conforto doméstico como criadas, além de darem festas em seus claustros.




Catres com salas de visitas eram um privilégio para as freiras das famílias mais abastadas de Arequipa.









Somente em 1870 houve ma reforma no estilo de vida na clausura quando a freira dominicana Josefa Cadena substituiu o estilo de vida hedonista pela austeridade religiosa.





As cozinhas dos claustros





 



Os troninhos


 A lavanderia coletiva

A lavanderia coletiva foi construída num período de escassez de água em Arequipa.São 20 recipientes enormes de barro que eram usados para estocar grãos ou vinho, mas serviam de tanques. A água para a lavagem  vinha de um canal central com ramais para cada tanque. A lavanderia se localiza na calle Toledo.


 Os banhos coletivos


Instagram

Nenhum comentário:

Postar um comentário