sábado, 27 de dezembro de 2014

A Nave Central da Basílica San Marcos



O magnífico interior da Basílica San Marcos atrai milhares de turistas do mundo durante todo o ano. O domo central leva o nome de Domo da Ascensão, onde um mosaico de Cristo glorificado decora o local. Foi criada por artesãos venezianos do século 13, muito influenciados pela arte e arquitetura bizantina.
     

A cúpula do Gênesis, no átrio, exibe uma decoração sobre a Criação do Mundo descrita em círculos concêntricos. Revestindo os domos, as paredes e o piso da basílica existem mais de 4 mil metros de mosaicos dourados, os mais antigos remontam o século 12, obras de artistas bizantinos. Essa técnica delicada foi aprendida pelos artesões venezianos.


Assim os artesãos venezianos fora substituindo os artesões orientais e combinando as técnicas do Oriente com as técnicas do Ocidente. Durante o século 16 esboços de grandes artistas venezianos foram reproduzidas nos mosaicos, entre eles: Ticiano, Tintoretto e Veronese.

Os destaques dos mosaicos são os domos da Ascensão, do século 13 e o Domo de Pentecostes do século 12.


O mosaicos do piso são maravilhosos e as pastilhas formam lindos desenhos.


Aqui a vista é tridimensional, aliás na maioria da Itália é assim em igrejas, museus, esculturas. Olhe para cima, para os lados e para baixo. você pode estar pisando em uma obra de arte de 700 anos.




As paredes douradas da Basílica San Marcos.

 

As lindas lamparinas bizantinas trazidas do Oriente enfeitam a nave da Basílica.


A Basílica San Marcos conta com mais de 500 colunas internas e externas.



Abaixo é a nave lateral conhecido como Altare della Nicopéia onde se encontra a obra A Madonna de Nicopéia, ícone bizantino roubado em 1204 e muito reverenciando por fiéis que visitam a basílica.

                 

Vista do altar para a nave central, uma visão belíssima da madeira entalhada do arco.


As 14 figuras que compõem sobre o arco são os 12 apóstolos de Cristo, a virgem Maria  e o profeta San Marcos. As estátuas são do final do século e foram esculpidas pelos irmãos venezianos Pierpaolo e Jacobello delle Massegne.








Uma dica para quem quiser ver toda nave central do alto. Do átrio uma escadaria conduz ao Museu Marciano, mas a entrada é paga. Aproveite e veja o interior esplendoroso da basílica do alto.

                               



Até aqui a visita a Basílica é gratuita, com exceção a subida ao andar superior.

Horários: de outubro a abril das 9h45 às 17hs. Domingos e dias festivos das 14 às 16hs. De abril a novembro a única mudança é que aos domingos e dias festivos a basílica abre das 14 às 17hs.

fotos: Vanderlea Tarantelli



Nenhum comentário:

Postar um comentário