quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Puerta del Sol, o coração da capital



A Puerta del sol é um dos lugares mais concorridos de Madrid. O prédio mais antigo da Puerta del Sol era a Real Casa de Correos de Espanha que depois se tornou o Ministério de la Gobernación. Hoje é a Presidência da Comunidade Autônoma de Madrid.



A Puerta del Sol foi no século 15 um dos acessos do muro que rodeava Madrid na Idade Média.



O centro de Madrid começou a ficar com esse aspecto no século 19, com a modernização da Puerta del Sol. Esse movimentado cruzamento foi o primeiro a ganhar iluminação elétrica, bondes e, em 1919, ganhou a primeira estação subterrânea da cidade.


Para abrir esse amplo boulevard em estilo parisiense 300 prédios foram demolidos e 14 ruas desapareceram, para dar lugar aos seus 1.315 metros de extensão.



 É aqui que fica o marco zero de todas as rodovias espanholas. A estátua abaixo é de Carlos III e fica na esquina da Calle del Carmen.





Ao redor da praça se encontram restaurantes, lojas, docerias e o Museu del Jamón.




Doces para ficar salivando na vitrine: trufas, flanes chinos, glacês, marrom em almílbar, bombons, macarrons, rosquillas típicas de alcalás, estrelllitas, mantecatos,





                   

O Museu del Jamón é bonito de se ver pois todos ficam pendurados nas paredes. mas nada mais é que um bar que serve sanduíches de jamón. Na verdade a impressão foi péssima, o atendimento é no balcão, até aí nada de mais, mas os garçons que ficam atendendo dentro do balcão são muito mal humorados e grossos. O pão estava duro e havia somente uma fatia fina de jamón dentro. Deixou muito a desejar. Do atendimento ao sabor.Talvez por isso cachorro não estava salivando na vitrine e preferiu uma soneca.

                 


Instagram

Nenhum comentário:

Postar um comentário