domingo, 7 de dezembro de 2014

Que tal aquela viagem dos seus sonhos se tornar realidade?

Punta Dogana, Sestiere Dorsoduro - Veneza
Depois de um longo período de hibernação, volto a escrever o blog "Na Janelinha porque eu quero ver tudo". O motivo é a recente volta de uma tão sonhada viagem à Itália, com meu marido, Silvano Tarantelli. E para comemorar nossos 25 anos de casados. Um sonho que alimentamos a dois já que ambos somos de famílias vindas da "bota". Minha cara metade, de pai italiano que mudou-se para o Brasil após a Segunda Guerra, já com mais de 50 anos e nunca retornou e pouco contato teve com sua família. Assim fomos também preencher uma lacuna que existia na memória afetiva paterna. Em busca da família Tarantelli colocamos Milão, Roma (que não foi um grande esforço) e as montanhas do Abruzzo, onde meu sogro nasceu, no nosso roteiro.

Palazzo della Ragione, Piazza delle Erbe - Padova
Já os meus antepassados vieram no século 18 e se instalaram no sul no Brasil. Principalmente em Flores da Cunha onde minha  nona nasceu e com ela aprendi o amor pela língua italiana, misturada com o dialeto vêneto que ainda se fala nas cidades que rodeiam Caxias do Sul, na Serra Gaúcha. Comi muita polenta, radicchio, agnolini, galeto al primo canto e zupa de agnolini, além de biscoitos como esfregolá e grostolli. Assim Veneza, Padova e Verona estavam no meu roteiro de memórias afetivas e conhecer o Vêneto era questão de honra.
Torre dei Lamberti, Verona
Além disso sempre fui apaixonada pelo cinema italiano: Fellini, Pasolini, Monicelli, Visconti, De Sica, Elio Petri, Ettore Scola. Atores maravilhosos como Mastroianni, Sophia Loren, Claudia Cardinalle, Vitorio Gasmann, Gian Maria Volonté, Alberto Sordi, Ugo Tognazzi, Totó e Anna Magnani

Rocca Scaligera, Lago Garda - Sirmione


Teatro alla Scala, Milano
Claro que uma viagem não é completa sem uma praia, ou pelo menos ver a paisagem litorânea, já que outubro e novembro já é outono. Assim foi muito fácil incluir um pulinho em Portofino e Santa Margarithe di Ligúria e uns dias nas lindas vilas da Cinqueterre.


Vernazza, Cinqueterre - Ligúria
Pisa
E Itália sem Toscana não é Itália. Dedicamos seis dias para conhecer uma boa parte da linda Toscana: Pisa, Lucca e Chianti com programas de meio período, três dias em Florença e outros três dias em San Gimignano, Volterra, Siena, Montalcino, Pienza e Montepulciano. E muitos outros vilarejos no meio do caminho.
Ponte Vecchio, Florença

Lucca, Toscana
 Pronto, estava completo nosso roteiro. Mas não foi fácil assim. Dediquei uns seis meses para montar um planejamento detalhado (sim sou perfeccionista e acredito que tempo é dinheiro, então, deixar de fazer programas bacanas porque não me informei direito sobre o lugar, seria um prejuízo). Seis meses. Claro que nem todos têm essa paciência. No meu caso é um hobby, um prazer, ler guias turísticos e montar meus roteiros item a item, pesquisar, planejar, conhecer. Enfim viajar antes, durante e depois da viagem.


San Gimignano
Montalcino, Toscana
Espero que as dicas sejam úteis para você montar seu roteiro sem necessitar apelar para agências de viagens. Claro que dá um pouquinho de trabalho, mas vale cada segundo gasto. A sensação de você chegar no local e saber exatamente onde você deve ir é ótima. 
Volterra, Toscana
Siena, Toscana

 Espero que vocês gostem e façam suas sugestões para melhorar sempre.

 Grazie, baccio!!!!

Coliseu, Roma

Rio Tibre, Roma



Piazza San Pietro, Vaticano

Nenhum comentário:

Postar um comentário