quarta-feira, 20 de maio de 2015

Castelo Sforzesco, centro do poder durante séculos


Duas grandes famílias dominaram Milão através dos séculos: os Visconti e os Sforza. O Castelo Sforzesco foi construído pela família Visconti, que governava a cidade. No século 15, com o fim do reinado dos Visconti o castelo foi destruído.


 


Francesco Sforza, o novo governante de Milão construiu no mesmo lugar o palácio renascentista.


Sob o comando dos Sforza, o castelo foi uma das mais poderosas cortes da Europa.



Com a morte de Sforza, seu filho ascende ao poder, mas em 1494 foi deposto por Ludovico, il moro. Em 1521, Franceso Sforza II retornou ao poder e ao castelo, e deu início a reestruturação e ampliação de sua fortaleza.



A belíssima fortaleza militar possui uma série de pátios para agradar sua esposa Cristina da Dinamarca.



O pátio que mais se destaca é o Cortille della Rocchetta, que foi projetado por Bramante. Infelizmente, alguns afrescos não resistiram ao tempo.



 
Do século 15 ao 19, o castelo passou para o domínio da família Gonzaga da Espanha, dos Habsburgo da Áustria e de Napoleão Bonaparte. Em 1859, recuperado pela Casa de Saboia, o castelo é invadido e saqueado pelos milaneses.


De 1879 a 1905, o castelo passou por um grande restauro quando foi inaugurado a torre del Filarete.


O castelo foi transformado em um complexo de museus. Além do Musei del Castello, possui diversos museus como a Salle delle Asse (Leonardo da Vinci), Museu dell'Arte Antica, Museu da Mobilia e Escultura, Museu da Arte Decorativa, Museu dos Instrumentos Musicais, Museu Arqueológico, Museu Pietá Rondanini e Pinacoteca, além das exposições itinerantes



O castelo abriga uma obra inacabada de Michelangelo, como Pietá Rondanini e uma obra "surrealista" do século 16, de Aramboldo. Além de pinturas de Andrea Mantegna e Bellini.

Michelangelo
Mantegna



Passeando ao redor do castelo percebe-se a ampliação da fortaleza, durante os séculos, além do fosso.


 O passeio pelos pátios do castelo é gratuito.

 


Já o acesso integrado aos museus custa 5 euros. Às quartas-feiras o ingresso é livre, a partir das 14 hs.



Horário dos museus: 9 às 19h30.



 


Instagram

Nenhum comentário:

Postar um comentário