terça-feira, 26 de maio de 2015

Gênova, capital da navegação italiana


Gênova é muito diferente das outras cidades italianas. Terra de Cristóvão Colombo, a cidade é cercada por grandes montanhas e espremida em uma faixa de terra contra o mar da Ligúria. Aqui fica o maior porto italiano.

                         

A rodovia A7 fica muito sinuosa chegando em Gênova. Trecho de serra, várias curvas e túneis devem ser ultrapassados para chegar na capital dos grandes navegadores.


Com uma verdadeira tempestade chegando, não foi fácil a entrar em Gênova.



E qual a grande surpresa quando passado o último túnel estamos em pleno minhocão genovês, que passa beirando o Porto de Gênova. 



Capital da Ligúria, Gênova possui 600 mil habitantes e foi criada no século IV a.C. A partir do século XI a cidade se torna uma república marítima comandada por cônsules.


Gênova sempre disputou o comércio do Império Bizantino com Veneza. Cresceu desordenadamente e continua com sua vocação marítima, agora sendo o ponto de saída de produtos dos ricos vizinhos Piemonte e Lombardia.


Muitos navios partem para destinos turísticos na costa italiana e no Mediterrâneo de Gênova, único motivo para turistas chegarem a cidade.


Com essa cara de porto, Gênova não é a melhor atração da Itália. Como toda zona portuária, à noite é cheia de marinheiros e prostituição.
 

Alguns belos prédios históricos estão na beira deste minhocão, como o Palazzo San Giorgio, abaixo, que possui magnificas pinturas na sua fachada.


Com a tempestade que caía não conseguimos sair do carro e nosso passeio mingou. E o trânsito ficou caótico.


''

Instagram

Nenhum comentário:

Postar um comentário