domingo, 8 de maio de 2016

Galleria Palatina reúne os tesouros do acervo dos Médici

Madonna della Seggiola, Rafaello, 1514


A Galleria Palatina abriga mais de mil pinturas  que vão do Renascimento ao Barroco. Esse é o museu mais visitado do Palazzo Pittia e seu acervo é o segundo maior de Florença. em seu acervo estão os maiores artistas da Italia: Rafaello Sanzio, Sandro Boticelli, Tiziano, Caravaggio, Tintoretto, Veronese, Andrea del Sarto, Giorgione, Bronzino, Giorgio Vasari, Artemisia Gentileschi, Rubens, Velásquez e Murilo.


Mulher Grávida, Rafaello Sanzio, 1506
A impressionante coleção da Galleria Palatina deriva principalmente do acervo dos Médici. Rafaello Sanzio possui muitas obras na Palatina. Entre elas, a Madonna della Seggiola, de 1514,  que foi pintada em alto-relevo e ficava originalmente em Roma, posteriormente  sendo agregada ao acervo do Palazzo Pitti no século XVIII. Outra obra famosa de Rafaello é Fornarina, de 1516, uma bela mulher envolta em um véu. Nesse período, o artista foi influenciado pela escola veneziana. 


Madonna do Grã Duque, 1504

Ritratto e Agnolo Doni, 1505
Madonna of the Cloth, Rafaello Sanzio, 1514
As obras de Rafaello, nesse período, sofreram grande influência de Leonardo da Vinci.

Rafaello Sanzio






Ritratto Muliebre, Sandro Botticelli
Pitti Tondo foi pintada por Filippo Lippi, em 1452 e era conhecida também como Madonna com o Menino, A obras está exposta na Sala Prometeo e mostra cenas de Sant'Ana, mãe da virgem com  Menino Jesus em seus joelhos.

Papa Julio II, Tiziano
Ritratto di Giulia Dellla Rovere, Tiziano 
Retrato de Felipe II de Espanha, Tiziano, 
La Bella, Tiziano, 1536
A Galleria Palatina mostra um belo acervo dos pintores da Escola Veneziana, entre eles Tiziano, Tintoretto e Veronese.

O Batismo de Jesus, Paolo Veronese, 1561
Assunção da Virgem, Andrea del Sarto, 1512
Andrea del Sarto - 1530






Giorgio Vassari



















Deposição, Bartolomeo - 1528






Filipe IV, Velásquez, 1634


St. Peter and St. Paul, Ridolfo Ghirlandaio
A maior parte das pinturas da Galleria Palatina encontra-se no mesmo lugar onde estavam nos século 17 e 18.  


Ritratto di George Villiers, Peter Paul Ruben

Ritratto de Andrea Frizier, Tintoretto,












Sala da Alegoria








A Vênus Itálica, de Canova, é de 1810 e foi encomendada por Napoleão para substituir a Vênus de Médici levada para Paris.



A Galleria Palatina não possui grandes filas como a Uffizi, é um programa bem mais tranquilo. O ingresso custa 8,50 euros e dá acesso também a Galleria de Arte Moderna e aos Apartamentos Reais (clique aqui). Com o Firenze Card o ingresso é gratuito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário