quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Seis belíssimas igrejas com obras de Caravaggio e outros artistas


































As igrejas de Roma são verdadeiras jóias, tesouros com o melhor da Renascença e do Barroco ao alcance de todos. Com entrada gratuita, as igrejas romanas são uma fonte inesgotável de conhecimento, cultura, história e conhecimento. Abaixo, um roteiro de alguns dos maiores tesouros,

1 - San Luigi dei Francesi



Projetada pelo arquiteto Giácomo della Porta, construída entre os ano de 1523 e 1578, a Chiesa de San Luigi dei Francesi é a igreja da França em Roma. A grande  incentivadora da igreja San Luigi dei Francesi foi a rainha da França, Catarina de Médicis, da poderosa família florentina casada com o rei da França.



Mas o maior tesouro da igreja é a magnifica capela Contarelli.




Três grandiosas pinturas do mestre do Barroco, Michelangelo Merisi, detto Caravaggio, são as primeiras mais conhecidas do artista que é considerado o Pai da Fotografia.



No centro está o afresco São Mateus e o Anjo. À esquerda está o Chamamento de São Mateus.
E à direita o Martírio de São Mateus. Caravaggio pintava usando a sombra nas bordas e o foco da luz em alguns detalhes. Seus modelos eram de pessoas do povo, não usando a aristocracia para posar.


A igreja fica na Piazza di San Luigi dei Francesi, entre as piazzas Navona e Rotonda. A entrada é gratuita.



2 - Chiesa d Sant"Agostinho

Essa igreja barroca foi construída com mármore travertino retirado do Coliseu. Dedicada a Santo Agostinho, a igreja possui os restos mortais de sua mãe, Santa Mônica. Santa Mônica teria sido uma cortesã romana, amante de César Bórgia, filho do papa Alexandre VI.



A Chiesa d Sant"Agostinho fica próximo a Piazza Navona. O altar tem a obra Madonna di Loreto de Caravaggio.

           

Guercino pintou as obras João Evangelista e Jeronimo. De Raphael, destaca-se o Profeta Isaías.



Abaixo do afresco, escultura de Sansovino.



A escultura é Sant'Anna, a Virgem e o Menino.



Outra escultura de Sansovino é a Madonna del Parto.



Sant'Agostinho é uma das igrejas que você não pode perder, em Roma. E o melhor, é gratuita.



3 - Chiesa Sant'Agnese in Agone


          

A bela igreja na Piazza Navona se chama Sant'Agnese in Agnone (Santa Inês em Agonia) e foi construída em 1657 pelo arquiteto Borromini.



A igreja homenageia Santa Inês que foi martirizada ali mesmo, onde seria o Stadio di Dominiziano. A igreja possui um belíssimo domo barroco, com ornamentos em dourado, frisos e afrescos. Toda igreja católica da Itália possui um relicário de algum santo. Aqui está exposto o crânio que teria sido de Santa Inês.


Abaixo, o desenho de Borromini da igreja.




4 - Chiesa Sant' Ignazio de Loyola



Sant'Ignázio de Loyola é uma homenagem ao criador da Companhia de Jesus. A igreja fica em Campo Marzio e foi o centro jesuítico em Roma.



O interior é revestido com estuque dourado, mármore e pedras preciosas. O teto possui afrescos retratando as missões da Companhia de Jesus pelo mundo. Ao lado fica o Palácio Sant'Ignazio



5 - Chiesa de Santa Maria Magdalena



A igreja, de estilo rococó é do fim do século 18.

        

Santa Magdalena é uma igreja é pequena e extremamente opulenta, típica do estilo mais tardio do barroco.


A igreja abusa do dourados em todo o seu interior.

           



Localizada na Piazza della Madallena, fica no Rione Campo de Marzio.



6 - Chiesa Sant'Andrea della Valle



Outra linda igreja barroca, não tão conhecida, mas que vale muito a pena uma paradinha é a de Sant'Andrea della Valle, uma igreja barroca do século 16.



A igreja foi o cenário do primeiro ato da ópera Tosca, de Giácomo Puccini.





A igreja é ricamente decorada, por artistas seguidores do estilo do escultor Bernini e do arquiteto Borromini.





Os afrescos do altar retratam a vida de Santo André.



Abaixo, vejam as igrejas do centro histórico nas proximidades da Piazza Navona.


Nenhum comentário:

Postar um comentário