sexta-feira, 30 de setembro de 2016

As pinturas do Musée D'Orsay, a melhor coleção impressionista da Europa

Olympia, Édouard Manet
A bela coleção do Musée D'Orsay inicia a cronologia do seu acervo exatamente quando termina a do Louvre. A especialidade desse museu são as obras de arte entre 1848 a 1914, que formam o melhor acervo impressionista da Europa.

Almoço sobre a relva, Édouard Manet
No andar térreo estão as pinturas do século 19. Entre elas as espetaculares Olympia (1863), obra que causou grande controvérsia quando exposta, igualmente ao Almoço na Relva (1862), ambas de Edóuard Manet. A obra Almoço na relva veio a público numa mostra de obras rejeitadas, pois mostrava ousadamente uma mulher nua, em um piquenique com cavalheiros (ambas nas fotos acima). 

Menos controverso é O Tocador de Pífano, de 1866 (acima, à esquerda) e Mousier e Madam Auguste Manet, de 1869 (à direita). Abaixo, à esquerda, a obra Lola de Valence (1832) e Combat de Taureaux, 1965. à direita, ambos de Manet. que é um dospintores com um vasto acervo no D'Orsay

 

Paul Cézanne é um dos pintores com mais obras no Musée D'Orasy.Cinco banhistas, de 1890, Le Femee etranglée, de 1876 e Achile Emporaire (1867), nas fotos abaixo.

Cinco banhistas

 
                            Le Femee etranglée                                                                Achile Emporaire

  

De Cézzane, acima e à esquerda, Os Jogadores de Cartas, de 1895 e à direita, Berthe Morisot a Bouquet of Violet, de 1872. The Christ (abaixo, à esquerda) e La Madalaine dit aussi le douler, de 1968  (abaixo, à direita).

  

Abaixo, à esquerda, o célebre O Advogado, outra obra de Cézzane e à direita,  Retrato de Emile Zola (1868).

 Edouard Manet 049.jpg

E a bela pintura impressionista de Cézanne é Le pont de de Maincy, de 1880 (abaixo).

Cezanne Maincy.JPG

O Movimento Impressionista e Pós-Impressionista tem seus principais expoentes em obras de Vincent Van Gogh, Claude Monet, Edgard Degas e Pierre Auguste Renoir. Entre as obras de Van Gogh estão Noom, de 1890, Auto retrato, de 1889 e Noite estrelada sobre Ródano, de 1888.

Noom
Auto retrato














 

Outras obras de Van Gogh são Duas jovens garotas ou duas crianças, de 1890. A curiosidade é que Van Gogh teria usado a si mesmo e seu irmão Theo para se retratar como crianças. O Retrato do Dr. Gachet é de 1890. A terceira pintura é Dr. Gadchet's Garden in Auvers, de 1890 (acima, da esquerda para à direita). Abaixo, o clássico do artista holandês la Chambre à coucher, de 1888 (abaixo) e A Igreja de Ausvers, de 1890.

Vincent van Gogh - De slaapkamer - Google Art Project.jpg
la Chambre à coucher

A Igreja de Ausvers
A obra mais conhecida de Edgard Degas no D'Orsay é o belo A Aula de Ballet, de 1874.

Degas painting Perrot.jpg

De sua fase realista, destaca-se o Retrato da Família Belleli (abaixo, à esquerda) e Portrait a Stock Exchange, uma pintura sobre os comerciantes da época (abaixo, à direita).

 At The Stock Exchange.jpg

Claude Monet, Renoir, Matisse e Toulouse-Lautrec também possuem obras incríveis no D'Orsay. Abaixo, a obra de Claude Monet intitulada Church at Vétheuil with Snow (abaixo, à direita) e Femmes au jardin (à esquerda).


 

Abaixo, à esquerda o Déjeuner sull Erba (1866)  e à direita, A Catedral de Rouen em pleno sol (1894)

Colazione sull'erba  La Cattedrale di Rouen in pieno sole 

De Jean-Auguste Renoir, O Baile no Moulin de La Gallete é o destaque (abaixo, à esquerda), uma obra de 1876 e o L' Absynthe (foto à direita).


 Edgar Degas - In a Café - Google Art Project 2.jpg

O período impressionista de Paul Gauguin mostra  lindo quadro Camponesas Bretãs, de 1894 , obra em Pont-Aven, na Bretanha.

Camponesas Bretãs
The Three Graces, 1888
les meules jaules

Gauguin Natureza Morta
Do período Neoimpressionista de Gaughin no Tahiti, estão as pinturas Le reupas, nature morte aux bananes, de 1891, Areara, de 1892 e Vairumati, de 1897 (na sequência baixo).

Le reupas, nature morte aux bananes













Areara







Vairumati








































Abaixo a obra de Pierre Bonard, La femme au chien.

La femme au chien


















Outra obra diferenciada, apesar de menos conhecida do pintor holandês Piet Mondrian é a Paisage de polder avec un train à l'horizon, de 1906.

Paisage de polder avec un train à l'horizon



Le reppel des glauneses, de Jules Breton (1859) é outra obra realista (nas fotos acima e abaixo).



Na foto baixo, a obra Le sommeil de madame Vuillard é de Édouard Vuillard.

Le sommeil de madame Vuillard

As obras pós-impressionistas de Toulouse-Lautrec são a cara da Paris do século 19. O famoso Jane Avril Dancing (1892), Louis Bougle (1898), Louis Confort Tiffany e Le Danse au Moulin Rouge (1895),  Les Lits e Henry Samary, e La femme au gants (nessa ordem).


           

  

Outros movimentos presentes no Musée D'Orsay são o Realismo, o Naturalismo e o  Simbolismo.

        

Abaixo, Jason. de Gustave Moureau.

Jason


Jean Delville pintou A Escola de Platão, de 1898, uma obra naturalista.

A Escola de Platão

De Alexander Harrinson, em En Arcadia, de 1886.

En Arcadia























Madame Pasca, na foto acima, é de Léon Bonnant (1874) e Édouard Doubofe, de Phillipe Rousseau (1876).

 








Abaixo, o retrato da atriz Sarah Bernhardt, por Geoorges Clairin (1919).



Ombres Portées, com sua belíssima iluminação, é de Emile Friant feita em 1891 (foto abaixo).



 

O simbolista Léon Fréderic, com seu Les ages de L'ouvrier, de 1897.

  


The Night before the exame, de Leonid Pasternac (acima, à direita) e de Alexandre Falguière, com Lutteurs, de 1873 (à direita).








Dois grandes retratos se destacam no D'Orsay. O primeiro, abaixo à esquerda, Autoretrato, de Paul Gaughin, feito por ele mesmo. No meio, o retrato de Eugéne Carrieré, feito por Paul Verlaine. À esquerda, La Bueveuse d'absinth, de Pablo Picasso.


 

 Abaixo, a área de restauro do D'Orsay e o salão da esculturas.


 

O ingresso custa ¢ 12,00. Admissão gratuita para quem adquiriu  o Paris Museu Pass. O Musée D'Orsay fica na Rue de la légion-d'Honneur, 1.
























































Na margem esquerda do Rio Sena, no 6º arrodissement, em St-Germain-des-Prés. A estação de metrô mais próxima é a Solferino.