sábado, 1 de outubro de 2016

Conheça o belo acervo de esculturas do Musée D'Orsay

Herácles mata pássaros no Lago Stymphaliam
O Musée D'Orsay abrange também o acervo de esculturas realizadas entre 1848 e 1914. O acervo do D'Orsay teve origem do antigo Musée de Louxembourgue, que até 1852  tinha somente 25 esculturas. Já em 1875 contava com mais de 100. Acima, de Emile Antoine-Bourdelle a escultura em bronze Herácles mata pássaros no Lago Stymphaliam, de 1909. Abaixo, esculturas menores de Bordelle.



Abaixo, o molde de Balzac, feita pelo mais célebre escultor francês, Augusto Rodin, em homenagem ao grande escritor. A obra foi uma encomenda de outro escritor famoso, Emile Zola, que era presidente da Sociedade Francesa das Letras.

Balzac, de Rodin
Rodin era muito perfeccionista e se jogou de cabeça,  estudando alucinadamente como fazer as vestes do célebre escritor.

Ugolino, de Rodin
Quando o molde em gesso foi mostrado no Salão de Paris, em 1898, sofreu muitas críticas. Rodin devolveu o dinheiro da obra.

Ugolino, de Rodin
Auguste Rodin era um fã incondicional da Divina Comédia, de Dante Alighieri, e levava sempre no bolso um exemplar. Na obra acima, ele retrata o personagem Ugolino, que é emparedado com seus filhos e torturado pela fome, vê seus filhos putrefarem.

Ugolino, de Rodin
Essa é apenas uma das históricas tenebrosas da Divina Comédia. Rodin molda Ugolino como uma besta, sofrendo e rastejando em cima dos filhos, ávido pela fome, desprovido de qualquer traço de humano, que um dia já teve, até devorá-los.

Os portões do Inferno






































Outro molde em gesso espetacular é as Os Portões do Inferno. Nada mais dantesco que essa obra de Rodin. O portão foi encomendado para o novo Tribunal de Contas, hoje o Museu de Artes Decorativas, já que o anterior havia sido queimado durante a Comuna de Paris.  Uma primeira versão foi apresentada na Exposição Universal de 1900, ainda sem concluir. O Pensador, ilustrado no portãa seria o próprio Dante Alighieri, elevado, olhando o abismo.



Os portões do Inferno
No lado direito estão Ugolino, e no esquerdo, Paolo e Francesca, em um deslizamento de corpos. Em toda porta, lava fervente vai engolindo os corpos. Os Portões do Inferno nunca foi colocado no Tribunal e somente foi concluído anos depois em bronze. Hoje, a escultura monumental em bronze se encontra Jardim das Esculturas, no Museu Rodin.

Fugit Amor
Essa obra faz parte, entre outras, do Portão do Inferno em um tamanho maior e já em bronze. Fugit Amor é um casal entrelaçados um ao outro. A obra é carregada de tensão, simbolizando a dificuldade das relações amorosas.




Acima, um dos moldes do escultura Jean d'Aire Étude de nu pour le monument des borugeois de Calais, de 1886.

l'Hiver, Rodin


Gustav Geffroy, Rodin
O busto acima feito por Rodin, é de Gustav Geffroy, é de 1903. Abaixo, a bela obra de Camille Claudel, aluna e amante de Rodin, l'Age Mur, de 1897.

l'age Mur, de Camille Claudel
O escultor e pintor francês Aristide Maillol possui diversas esculturas no D'Orsay, entre elas Désir (1907) e Baigneuse (1902).

 

Os Núbios ou os Caçadores de Jacaré de Ernest Barrias é uma réplica de um museu de Paris e seus personagens são africanos que estão se defendendo de um ataque de jacaré. 






























  

Belas e divinas esculturas femininas estão espalhadas por todos os pisos do Musée D'Orsay.

 



Tochas, são obras do escultor Albert-Ernest Carrier-Belleuse, escultor dedicado à arte decorativa, que possui trabalhos na Ópera Garnier.












O corredor central  do museu possui dezenas de esculturas.

























Os principais destaques são As quatro partes do mundo, uma uma fonte neoclássica em forma de esfera celeste,  construída em 1897 para o Jardim Observatoire, que gira em torno de si mesma.





















A Libertad é uma escultura encomendada pelos franceses, para homenagear o povo americano no centenário da Independência do Estados Unidos. A escultura se baseia no colosso de Rodes. Além da obra de Nova York, uma cópia está em Paris, no Rio Sena, próximo a Torre Eiffel.

 


O ingresso custa ¢ 12,00. Admissão gratuita para quem adquiriu  o Paris Museu Pass.














Endereço: Musée D'Orsay fica na Rue de la Légion-d'Honneur, 1.

Os escritores Virgílio e Dante Alighieri

 

Na margem esquerda do Rio Sena, no 6º arrodissement, em St-Germain-des-Prés.


A estação de metrô mais próxima é a Solferino. Para acessar o site do Musée D'Orsay, clique aqui.


  

Nenhum comentário:

Postar um comentário