domingo, 6 de novembro de 2016

A Galeria Apolo e as jóias da coroa da França

Coroa de Louis XV











A Galeria de Apolo do Louvre com o seu teto alto e em formato de abóbada, chamado Petit Galerie, está localizado no primeiro andar da ala Denon, ao lado das salas de pinturas italianas. A sala foi decorada pela Escola de Fonteinebleau para o Rei Henrique IV.



























Após um incêndio no ano de 1661, foi necessário sua recontrução que foi confiada a Louis Le Val, arquiteto do rei Louis XIV. Entre 1661 e 1663, Charles Le Brun foi responsável pela redecoração da sala.

Nos séculos posteriores, outros artistas foram restaurando as pinturas da galeria, entre eles Callet com a Coroação da Primavera em Flor (1780-1781), Lagrené que pintou o Vento que cobre a montanha com neve (1781), Renou que pintou Castor na Estrela da manhã (1781) e Delacroix  que pintou Apollo e a serpente pithon (1855), entre outros.

A última restauração foi de 2001 a 2004, quando a Galeria Apolo foi reaberta ao público.








































Os belos aposentos da galeria possuem também tapeçarias como decoração das paredes de reis e figuras da corte francesa, como a do Rei Sol, Louis XIV.































As jóias da coroa francesa são uma das atração da sala. A coroa do início do post, que é a da
coroação Louis XV, mas outras como a de Napoleão Bonaparte e de rainhas consortes e imperatrizes estão expostas ao público, além de de cetros, espadas, comendas, medalhas, diamantes e jóias maravilhosas, todas usada em cerimônias de coroação.


Outra atração é o conjunto de colar e brincos, com 38 esmeraldas e 1246 diamantes, que Napoleão presenteou sua segunda esposa, Maria Luisa.













A Galeria Apollo fica no primeiro andar da ala Denon.



Nenhum comentário:

Postar um comentário